ENCONTROS

2013. Eram tempos de redescoberta. Gileno e Romanna estavam resolutos a dar uma guinada na carreira profissional. Ela vinha de 10 intensos anos de atuação política entremeados pela docência e projetos de consultoria. Ele havia construído uma bagagem de 20 anos de consultoria em estratégia, gestão e análise de mercado. Estavam agora completamente absortos a tomar as primeiras providências para abrir uma empresa de importação, exportação e distribuição de produtos naturais e orgânicos, os quais já ocupavam lugar na mesa e no dia-a-dia da família.

Leia mais

Um ano depois, quando ninguém esperava, “o encontro” acontece (sobre “a descoberta”, que deu origem à ideia do negócio, ficará para um outro tempo). Enquanto Romanna garimpava prateleiras de uma loja de produtos naturais em Brasília em busca de novidades saudáveis, eis que uma estranha se aproxima e pede dicas de onde encontrar produtos orgânicos, já que tinha recém-chegado a Brasília. Ressalta a dificuldade de achar produtos saudáveis e gostosos e conta que nos Estados Unidos, de onde acabara de chegar, havia supermercados dedicados exclusivamente a esse tipo de produto. Antes de despedirem-se, já no caixa, a amigável estranha olha e convida: “Vamos abrir uma empresa com os melhores produtos naturais de várias partes do mundo?”. Sorriso de volta e, depois de perdê-la de vista, Romanna fica rindo sozinha. Ela e o marido estavam, de fato, a procura de sócios para o empreendimento cuja ideia era oferecer ao mercado os melhores produtos naturais encontrados em diversas partes do mundo.

No domingo seguinte, na Igreja que frequentavam em Brasília, uma jovem senhora caminha sorrindo pelo corredor na direção do casal. Chamava-se Rose. A mesma “ex-estranha” da loja que havia convidado Romanna para abrir um negócio voltado a produtos naturais. Apresenta seu marido, Lex, que estava ao piano, e ali começa uma amizade cheia de sinergia. Os ótimos bate-papos sobre o que mais gostavam de falar – alimentação natural e vida saudável – logo evoluíram para uma bela amizade e, em pouco tempo, uma sociedade – o BioMercado. Ao longo do caminho, dois valiosos reforços juntam-se a Rose, Lex, Romanna e Gileno: Julio Remor e Dr. Gileno Marcelino, agregando importantes valores e competências a essa parceria.

Desde então, viajamos, visitamos feiras, reunimo-nos com fornecedores, visitamos fábricas, estudamos e pesquisamos intensamente os mais variados temas ligados à alimentação natural, vida saudável e bem-estar. Concretizamos, consolidamos e expandimos parcerias. Sempre atrás do que a natureza tem de melhor! Esse foi apenas o começo de uma grande história… Daqui em diante, ela passa a incluir inúmeras outras pessoas, sabores e lugares. Quiçá você, a sua empresa, a sua casa.

Em tempo: Enquanto os desencontros e reveses da vida podem forçar o nascimento de felizes redescobertas, os seus inesperados encontros podem propiciar aquele momento mágico. Vai depender da nossa disposição, atitude e preparação.

NOSSA CASA

Em toda a imensidão do Universo, nossa Via Láctea é o lugar mais importante porque é ela que hospeda o Sistema Solar. Dentre seus planetas, asteroides, estrelas e corpos celestes, ali reina a pequena notável Terra.

Num dos cinco continentes do planeta azul, há um país verde e amarelo chamado Brasil. Nele, 26 Estados compõem uma verdadeira sinfonia de raças, culturas e cores marcada pela diversidade. Rumo ao Sul, a bela e Santa Catarina. Precisava mesmo de um nome à altura de tanta beleza…

Leia mais

Mas não foi pela beleza (apenas) que viemos parar aqui. Afinal, indicadores mostram que SC é o estado que mais cresce no Brasil e que mais gera novos empregos. Segundo o Ministro da fazenda, “Santa Catarina é o Brasil que deu certo”. Prova disso são seus portos, que estão entre os mais eficientes do país. Destaque para Itapoá e Itajaí.

Logo ali, a menos de 60 km do complexo Portuário de Itajaí, chegamos na Grande Florianópolis. Se Floripa, mais conhecida como a “Ilha da Magia”, conquistou o título de capital mais empreendedora do país (Endeavor, 2014), Palhoça, sua vizinha, já foi considerada a mais dinâmica (Gazeta Mercantil, 2009) e continua no topo das cidades que mais crescem no estado. Além da paradisíaca Guarda do Embaú – cantada em verso e proza pelo seu embaixador Paulo Zulú, Palhoça cultiva uma verdadeira pérola: a cidade criativa Pedra Branca. Esse projeto, fundamentado no Novo Urbanismo, buscou um ponto de equilíbrio entre ocupação urbana, o respeito ambiental e o foco nas pessoas. E, realmente, conseguiu-se reunir num mesmo lugar o melhor dos mundos: a possibilidade de viver, estudar, trabalhar, e empreender em meio a natureza pródiga e arquitetura impecável. É o primeiro projeto da América Latina a fazer parte do programa Clima Positivo da Fundação Clinton.

Com amor e muito trabalho, foi natural e gostoso deixar o BioMercado, assim, a imagem e semelhança do que somos, representamos e acreditamos. Afinal, faz bem estarmos em sintonia com o lugar que acolhe os nossos sonhos, as nossas parcerias, o fruto do nosso trabalho. Portanto, a escolha da nossa casa, na Rua do Albatroz, número 91, Pedra Branca, Palhoça, Santa Catarina, foi caso de amor. À primeira vista. Bem-vindo ao Biomercado.