O que a Ayurveda nos ensina sobre o verão

ayurveda-e-veraoO ser humano e a natureza estão interligados 24 horas por dia. Sentir frio e sentir calor são exemplos de sentimentos básicos que todos experienciam. O que acontece é que infelizmente as estações passam e não percebemos a influência que elas têm sobre nossas vidas. A Medicina Tradicional Indiana (Ayurveda) entende que toda manifestação, como nosso corpo e a natureza, é formada pelos cinco elementos (éter, ar, fogo, água e terra), porém, em diferentes proporções. Essa medicina considera a saúde como o equilíbrio dinâmico entre o meio interno e externo, ou seja, aquilo que percebemos (sentimos e pensamos) diante daquilo que nos cerca, como por exemplo estações, clima e horas do dia. Isso vai atuar e influenciar sobre a nossa forma de agir, pensar e se relacionar com o mundo. Aqui, abordaremos a estação que traz consigo o sol e calor em abundância, o verão. Para isso é necessário entender suas características, assim como as formas que contribuem para que o corpo e a mente se mantenham em equilíbrio para desfrutar dessa estação maravilhosa!

Ayurveda

De acordo com a Medicina Tradicional Indiana, todos nós somos compostos pelos cinco elementos, mas nos diferenciamos pela predominância deles em nosso corpo. Para que o terapeuta ayurvédico possa compreender o indivíduo em seus diversos âmbitos (físico, mental, emocional, social, espiritual e etc.), ele se utiliza da teoria do doshas, que identifica e classifica a predominância dos elementos nas pessoas. Esse diagnóstico constitucional auxilia no processo de prevenção de doenças e na promoção, manutenção ou recuperação da saúde. Os doshas são:

Vatta: predominância do elemento ar, seguido do elemento éter (espaço);

Pitta: predominância do elemento fogo, seguido do elemento água;

Kapha: predominância do elemento água, seguido do elemento terra.

Verão

O verão está relacionado ao dosha Pitta, que faz aumentar o calor no nosso corpo e é responsável por todos os processos metabólicos do organismo, como a digestão de alimentos e o processamento das impressões coletadas através dos nossos cinco sentidos. A Ayurveda acredita que o excesso de qualquer um dos elementos no nosso corpo pode causar uma desarmonia. No caso do verão, o excesso do elemento fogo pode causar alguns desequilíbrios. Saiba identificá-los:

Indicações mentais: raiva, hostilidade, autocrítica, irritabilidade, impaciência e ressentimento.

Indicações comportamentais: crises temperamentais, atitude argumentadora, comportamento tirânico, crítica aos outros e intolerância com atrasos.

Indicações físicas: inflamações, bolhas, e irritação na pele, acne, excesso de fome ou sede, pele manchada e vermelha, intolerância ao calor, olhos congestionados, acessos de calor, acidez ou ardor no estômago, úlceras, odores ácidos no corpo, hemorróidas, queimadura de sol, insolação, fezes e urina muito amarelas.

Refrescar para equilibrar

Quando as ondas de calor começam a chegar e indicar o início do verão, tornamo-nos mais propensos a acumular o excesso de pitta, ainda mais aquelas pessoas que já tem predominância desse dosha. Você pode usufruir de práticas alimentares, físicas e mentais que auxiliam nessa harmonização:

Exercícios físicos

Pratique exercícios moderados, preferencialmente em lugares bem ventilados, como hidroginástica, natação e yoga. Exercícios aeróbicos pesados ou sob o sol, podem aumentar o calor no corpo e causar suor excessivo. As caminhadas noturnas são refrescantes, principalmente nos períodos em que a lua apresenta mais luminosidade.

Dieta alimentar

A dieta alimentar ayurvédica é baseada nos sabores dos alimentos, que acalmam ou agravam os doshas. No verão, os alimentos ácidos (limão e outras frutas ácidas, queijo, yogurte e vinagre) e pungentes (pimentas em geral, cebola, alho, rabanete e gengibre) devem ser evitados e a quantidade de sal nos pratos deve ser moderada. O sabor amargo, doce e adstringente acalmam pitta e, por isso regulam o calor no organismo. Sendo assim, dê preferência para:

maca-ayurveda

Vegetais: abobrinha, aipo, alface, aspargo, batata, batata doce, brócolis, cogumelo, couve, couve-de-bruxelas, couve-flor, ervilha, pepino, pimentão, quiabo, repolho, vagem e verduras de folhas.

Frutas: abacate, abacaxi, ameixa-preta, cereja, coco, figo, laranja, maçã, manga, melão, passa, pêra e uva.

Cereais: arroz, aveia, cevada e trigo.

Laticínios: ghee (manteiga clarificada), leite, manteiga, sorvete e iogurte.

Carnes: camarão, galinha e peru.

Legumes: feijões, lentilha e grão de bico.

girassol-ayurvedaÓleos: coco, girassol e oliva.

Nozes e sementes: semente de abóbora e girassol.

Temperos: os temperos em geral devem ser evitados por serem muito quentes, mas alguns doces e adstringentes são benéficos em pequena quantidade; sal, açafrão, canela, cardamomo, coentro verde, cominho, pimenta-do-reino, endro, erva-doce e hortelã.

Ervas: babosa, dente-de-leão, bardana e confrei.

De forma geral, dê mais espaço para alimentos frios ou aquecidos, mas não fervidos e/ou fritos.

Equilíbrio físico e mental

Aproveite os dias ensolarados para fazer passeios em meio à natureza, buscando preferencialmente lugares com água para se banhar e refrescar. Evite situações estressantes, que exigem esforço, trabalho excessivo e/ou competitividade. Busque adquirir flexibilidade diante das circunstâncias e situações, evitando relações conflituosas e agressivas. O cultivo de emoções doces e afetuosas harmoniza os sentimentos que naturalmente afloram no verão, como por exemplo, a irritabilidade, intolerância e impaciência.

Brilhe

Como o sol que está mais presente no verão, nós seres humanos somos naturalmente impulsionados a brilhar quando chega essa estação. É momento de passar mais tempo fora de casa, se encontrar com amigos, viajar, pular, dançar, conhecer, mergulhar, sentir…é momento de expansão! Desfrute com sabedoria de tudo que quiser, aproveite! Cuide-se carinhosamente e desfrute dessa estação maravilhosa com frescor, tolerância e harmonia. Um ótimo verão á todos!

Referências:

http://www.naradeva.com.br/artigoDetalhe.aspx?idArtigo=16

http://ayurvedanofeminino.blogspot.com.br/2013/07/dicas-refrescantes-para-acalmar-o-pitta.html

D’ANGELO, Edson; CÔRTES, Janner Rangel. Ayurveda: a ciência da longa vida . São Paulo: Madras, 2008. 755 p.

LAD, Vasant. Ayurveda: a ciência da autocura (um guia prático). São Paulo: Ground, 1984. 218 p.

CHOPRA, Deepak. Saúde perfeita: um roteiro para integrar o corpo e a mente, com o poder da cura quântica. 10. ed. São Paulo: Best Seller, 2001. 368 p.

Comentários

Este texto foi útil?